Total de visualizações de página

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

---------------------------------

Há terapia no papel em branco,
De orelhas vivem livros,
Escutando o que dizem dizer
escrutadores de sentimentos.
Imprime-se a impressão,
Da unica obra dum.
E faz-se a face exterior,
De algo sem passado.
Criando um novo ponto no escuro.
Que sozinho nada mais é
que
Terapia de papel em branco.

Nenhum comentário: