Total de visualizações de página

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

Carna-baal

Aquece as penas
aquecem os motores,
Aquece as pernas,
aquecem os odores,

Carnavale,
em todo canto e todo conto,
Carneaval
E cada vale um novo coito,
Carnapau
A cada carne vão dezoito.

De Baco a Paco,
Di onisio a Anisio.

Todos brigam
com a Quaresma Senhora.
Partidários do Carnal a chicoteiam.
Usam sua carne e a coitada pisoteiam.
Finalmente os carniceiros a penhoram.

E depois ainda fazem jejum
Carne vermelha não toca nenhum.
E fingem abster-se por um dia.
Da recem findada putaria.

Nenhum comentário: