Total de visualizações de página

segunda-feira, 11 de agosto de 2008

Profecia III

Em algum lugar do passado.
Existiu uma terra molhada.
Com seu destino traçado.


Habitada por dinheiro e enxada.
Seus membros cegos incautos.
Supercopulam esta esfera inchada.


Um planeta regido por aultos.
Governado a distancia pelo poder.
Já não ouve mais seus arautos.


A bola do eterno foder.
É toda água e toda seca.
A culpada do padecer.


Esfera que do fim se acerca.
Nosso habitat do passado.
Hoje não passa de uma aceca.

Nosso destino já foi caçado.
Bem-vindos ao fim do mundo.
Ao gênese profetizado.

Nenhum comentário: