Total de visualizações de página

quarta-feira, 6 de agosto de 2008

Hobby

Teus olhos escondidos,
me revivem o peito esquecido.
Respiro teu olhar nativo pelas pupilas.

Teu cabelo soturno.
Me suaviza as mãos gastas.
Respiro tua leveza tenue pelas raizes.


Tua boca arquitetada,
Me desmonta a mascara protetora.
Respiro tua saliva infiel pelas papilas.


Tuas covas involventes,
Me viciam a pele seca.
Respiro teu encanto pueril pelos poros.


Teu pescoço modiglianico,
Me hipnotiza a estetica rude.
Respiro tuas curvas femininas por todos os sentidos.


Teu colo jovialmente aberto,
Me afaga a alma triste.
Respiro teu perfume embriagante pelas veias.

Teus peitos firmes,
Me engrandecem o membro vil.
Respiro tua glandula em riste pela glande.


Tuas costelas ,
Me pinçam o tato petrificado.
Respiro teus traços novos pelos dedos.


Teus ilhos vanguardistas,
Me brotam o sadico amigo
Respiro teus ossos plasticos aa Cubana.


Tua vulva furtiva,
Me desafia a paciencia imatura.
Respiro teu sexo proibido pelo hipotalamo.


Tuas pernas decididas,
Me chacoalham a rótula gasta.
Respiro tua elegancia torpe pela boca.


Teus pés reais,
Me diminuem a casta ilusoria.
Respiro tua classe pelo escudo.


Teu jogo maestral,
Me entorpece o desejo
Respiro tua vontade aa vontade


Dou goles de ti em cada dia.
E vivo assim nesse eterno não ter-te
Inspiro-te. Expiro-te

Nenhum comentário: