Total de visualizações de página

sexta-feira, 1 de agosto de 2008

Biolorgia

Veras que batalha se vive pra viver,
No dia em que a simbiose interesseira.
Vir aa Maquiavel em sua porta bater.
Como protocooperação verdadeira.

E um parasita em sua vida se instalar.
Fazendo-se de rêmora comensal.
Para em sua veia mais intima sugar.
Dizendo fazer mais bem do que mal.

Se dizem orquídeas que adornam.
Deturpando a bela biologia.
Serão inquilinos que te adoram.
Amensalistas da eterna nevralgia.

Holoparasitas vegetantes há aos montes.
Gente fina de escola e tradição.
Procurando gente boa e boas fontes.
Se dizendo em sua vida uma adição.

Ser escravo desses sapiens sabidos .
É a sina dos erectos acéfalos.
Nessa selva de pedra os confundidos.
Levam todo dia no anus falos.

Um comentário:

Juliana O. disse...

augusto dos anjos com marques de sade. gostei.