Total de visualizações de página

quinta-feira, 12 de junho de 2008

Pergunto logo existo

Nada deve terminar,
nessa tal da vida.
Cada entrada
é uma saída.


O nunca
e o fim
não existem.
Infinitos
são verdades extremas.
Impossivel aos que não insistem.
Ao concluirem: teoremas.

Em movimento constante.
A vida se torna latente.
O fardo é levado adiante.

Continuamente
recicla-te.
Renova-te e a vida e não finda.
Recria-te cada vez mais forte.
Tua essencia ainda mais se blinda.


Cada vez mais longe chegaras.
Ao buscar de forma incessante.
A resposta que sempre cega.
A visão de tua pergunta constante.

Então teu ciclo nunca pára.
Então tua ferida nunca sara.
Então tua busca nunca é cara.
E tua questão vira a joia mais rara.

Nenhum comentário: