Total de visualizações de página

quarta-feira, 21 de maio de 2008

Musa


que eu nunca vi.
Minha amada impossivel.
Mãe do meu amor incondicional.
Te amo
como não a mim.
Ter-te
passa a ser
uma obssessão
Buscar-te
já me é habitual.
E
Procuro nunca encontrar-te.
Para que sozinho me perca.
No amor que sinto por ti.

Nenhum comentário: