Total de visualizações de página

terça-feira, 13 de maio de 2008

Carpe Carpe

Dor - o sentimento mais intenso,
mais real e mais imenso que: Amor.
Chicoteando pequenas porções de realidade,
em dor de verdade.
Courificando corpos esfuziados em látex,
sem cor.
Glorificando os espasmos de nevralgia e insanidade.

Saia do submundo para as saias do mundo...
Da reverência, ou devoção extrema e irracional és oriundo.


Vem fetichista,
nem feminista
nem machista.
Me de sua voracidade,
sem cometer atrocidade.
Vem dor, fria e calculista!E insista
Mostre que não há nenhuma periculosidade.

Saia do submundo para as saias do mundo...
Da devoção extrema e irracional és oriundo.

Ela não está, apenas, nos nervos que a cerca.
O rubor fica evidente antes que a sensação se perca.

Fácil assim, sem paradoxo, metáfora ou aliteração.
Aflorar é a palavra que define a necessidade.
Não criarás vicios apenas acalentarás a vontade.
Difícil em fim. Para fora! Livres de tua própria prisão.

Afinal não sou eu que tua vida dito,
Mudar o que pensas, de forma alguma cogito.
Só peço que tires da garganta um grito!
- É livre o meu arbítrio!
É livre-arbítrio.
Livre-arbitrio!

Nenhum comentário: